6 Destinos de verão pra quem não curte praia

6 destinos

É praticamente uma unanimidade: quando se fala em férias ou viagens de fim de ano e meses que envolvem o verão, todo mundo já pensa em praia. Mas e se você não gosta de botar os pés na areia ou está
cansado de ir todo ano para algum lugar à beira mar?

Não tem problema. O Brasil (e o mundo) não é feito só de litoral, existem diversos destinos espetaculares para quem quer passar longe da maresia e que oferecem encantos de encher os olhos.

Confira a seleção de locais incríveis para você visitar no verão, sem deixar de aproveitar nada das férias e que não tem nada a ver com praia:

1. Nova Petrópolis

Uma ótima opção para quem quer fugir do agito das praias nesse verão. A charmosa cidade da Serra Gaúcha possui atrações como o Parque das Pedras do Silêncio, local onde é possível aprender sobre a história da imigração na região.

O mirante Ninho das Águias também é uma boa opção para quem curte natureza ou é adepto dos voos de asa-delta.

2. Buenos Aires

Uma das cidades mais bonitas da América do Sul, perfeita para uma viagem de férias ou feriado prolongado. Buenos Aires nunca decepciona quem a visita!

Além de tudo isso, é um destino de fácil acesso, são poucas horas de voo, não exige visto para os brasileiros e é relativamente barato.

No verão prepare-se para pegar temperaturas altas na cidade, capriche no protetor solar e aproveite para degustar muitas Quilmes geladas (cerveja argentina) ou sorvetes de dulce de leche, especialidade do país.

Se você vai pela primeira vez inclua no roteiro uma visita a Casa Rosada, Plaza de Mayo, Obelisco, Caminito, Teatro Colón, Malba, Puerto Madero e La Bombonera.

Na hora de voltar para casa reserve um espacinho na mala para comprinhas, vinhos, alfajores e doces de leite.

3. Domingos Martins

Domingos Martins é uma pequena e bucólica cidade localizada na serra do estado do Espírito Santo.
Colonizada por alemães e italianos, a cidade preserva a cultura europeia em suas casinhas e construções típicas, nas festas folclóricas e na gastronomia.

É lá que fica o Parque Estadual da Pedra Azul, uma reserva ecológica cheia de encantos como trilhas, cachoeiras, piscinas naturais, fauna e flora riquíssimas. O nome do parque vem da Pedra Azul, formação rochosa de quase dois mil metros de altura e cuja coloração azulada vaira ao longo do dia, de acordo com a incidência de luz sobre ela.

As visitas são feitas somente com o acompanhamento de guias e é preciso agendar com antecedência. O parque fica a 50km do centro de Domingos Martins. No final do acesso ao parque fica a Rota do Lagarto, uma estradinha com grandes alamedas e tapetes verdes, em frente a Casa do Turista. É linda e perfeita para tirar dúzias de fotos.

4. Cambará do Sul

A cidade é dona do maior conjunto de cânions do Brasil e paisagens espetaculares estão por todos os lados. A cidade fica cerca de 3h da capital Porto Alegre,

Cânion Itaimbezinho
Possui um pouco mais de estrutura em comparação com Cânion Fortaleza, as trilhas possuem sinalizações e mirantes de madeira. O parque também conta com banheiros na entrada. A trilha também é um pouco mais leve e a paisagem é de encher os olhos, os paredões são imensos e, com certeza, valem a viagem.

Cânion Fortaleza

Assim como o Itambezinho, o Fortaleza é um dos únicos cânions abertos para visitação pelas bordas superiores. O Fortaleza é o mais profundo, com paredões verticais que chegam a 900 metros de altura, e o mais largo da região, com 7,5 km.

Outro passeio procurado na região são as cavalgadas pelas bordas dos cânions, um pouco mais tranquilo que as trilhas, mas ainda assim muito bonito.

5. Cataratas do Iguaçu

Localizada na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, as Cataratas do Rio Iguaçu possuem 80 metros de altura e 11 saltos. É uma das maiores belezas do nosso país e um passeio incrível para quem quer fugir do combo sal, mar, areia.

As cataratas ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu, área de 185 mil hectares que faz fronteira com a Argentina e é considerado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco.

Pertinho do Parque Nacional fica o Parque das Aves, criado em 1994, possui uma área de 17 hectares de mata nativa com viveiros de aves tropicais raras, um borboletário, viveiro de beija-flores e um setor de répteis.

E dentro do Parque Nacional fica o Macuco Safári, um passeio de barco pelas quedas das Cataratas que tem como objetivo mostrar a força da natureza por meio da água.

Outro passeio interessante é dar um pulinho até Itaipu Binacional, a maior usina hidrelétrica geradora de energia limpa e renovável do planeta. A vista panorâmica é muito legal e dá uma visão geral de todos os principais pontos da usina e do reservatório que abastece Itaipu.

E para quem gosta de curtir uma boa balada ou fazer comprinhas, visite Puerto Iguazu, cidade argentina que tem vida noturna agitada, uma grande variedade de restaurantes, bares e cafés e lojinhas com diversos
produtos a bons preços.

6. Cidades históricas de Minas Gerais

Minas Gerais é o berço da arte barroca, são mais de 20 cidades que compõem roteiros variados onde você pode admirar as obras de arte de Aleijadinho, as igrejas e construções barrocas e todo o patrimônio
histórico e arquitetônico do período da exploração do ouro no Brasil.

Reserve pelo menos 5 dias para aproveitar a cultura, a boa mesa e a natureza da região. Ouro Preto é uma das cidades mais famosas do circuito, suas ruas de paralelepípedo estão repletas de construções do século 18, com destaque para a Igreja São Francisco de Assis, obra de Aleijadinho.

Tiradentes também é um dos destinos mais simbólicos da região e parece que você fez uma viagem no tempo quando entra na cidade. Além das construções barrocas, visite a praça do Largo das Forras, o Chafariz de São José e o Museu Padre Toledo.

Diamantina foi um dos principais polos de extração de pedras preciosas do país e berço do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Visite o Museu do Diamante, o Mercado Municipal e a Casa Chica da Silva.

Gostou das nossas dicas? Esses são só alguns dos destinos que você pode curtir as férias sem entrar no mar. Ficou empolgado? Então basta escolher o roteiro e fazer as malas!

Deixe uma resposta