Dicas para transformar a viagem ao Deserto do Atacama em uma experiência inesquecível

O Deserto do Atacama é um dos locais mais secos do mundo, a primeira vista se pensa que é um lugar morto e sem nenhuma atividade para fazer. Mas a realidade é bem diferente!

Nesse post iremos dar várias dicas de passeios e atividades que se pode realizar para que sua experiência no Atacama seja inesquecível!

O CLIMA

|Foto: Raquel Furtado

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que o Atacama é um deserto – e como todo deserto, ele é bem seco. Na verdade, ele é considerado um dos desertos mais secos do mundo. Isso quer dizer que você deve se preparar enquanto passa uns diazinhos por lá: beber muita água, usar bastante protetor solar, labial e hidratante é essencial.

Outro ponto importante é a altitude, o povoado principal do Atacama, chamado San Pedro, está a 2.443m acima do nível do mar. Nele estão os principais hotéis, agências de turismo, restaurantes e lojinhas de artesanato.

Cidade de São Pedro de Atacama | Foto: Blog Um Viajante

Durma bem, beba bastante água e não coma nada pesado! Vários passeios pelo Atacama te levam a altitudes ainda maiores. As Lagunas Altiplânicas, por exemplo, estão a 4.200m acima do nível do mar. Não subestime a influência dessas altitudes em você. Beba muita água, descanse e faça tudo com calma. Esses são os melhores remédios.

A variação da temperatura no Atacama também é considerável. Durante o dia, o sol é tão forte que o calor fica intenso. Um short ou calça leve e uma blusinha são mais que suficientes, um boné e óculos de sol também são uma boa pedida. Ao entardecer, o vento chega e o frio também. Um corta vento e um casaquinho mais pesado não podem faltar na sua bagagem.

Alguns passeios exigem roupas realmente pesadas e quentinhas devido à altitude e/ou ao horário de visitação. Vale ir preparado para temperaturas próximas a 0°C durante o inverno.

Durante o inverno (junho a setembro), a temperatura varia de 10°C a 25°C, mas a sensação térmica pode ser mais intensa. Durante o verão (dezembro a março), as temperaturas podem oscilar entre 13ºC e 32ºC!!

O QUE FAZER

Termas de Puritama | Foto: Raquel Furtado

As opções são muitas. Bicleta, trilha, sandboard, piscinas termais, jantares, observação astronômica…

O Atacama é um local que recebe visitantes do mundo inteiro, e o que não faltam são opções de atividades para realizar. Apesar de você encontrar agências de turismo em praticamente todas as esquinas de San Pedro, o essencial é garantir a contratação dos passeios com antecedência, ainda do Brasil, para evitar cair em furada ou ficar sem as melhores atividades.

O céu do Atacama é um dos mais belos do mundo. Devido a sua posição geográfica e o baixo teor de poluição, é possível – mesmo a olho nu – enxergar uma quantidade incrível de estralas no céu.  Por este motivo, um dos passeios que são indispensáveis em sua visita é o tour astronômico. Agende um passeio para um dos observatórios da região, você poderá ver planetas, estrelas e até a lua no telescópio.

Tour Astronômico

A visita ao Geiser del Tatio, que fica a 4.300m de altitude, é mais um ponto imperdível de se visitar. Para evitar o mal-estar de altitude, recomenda-se não tomar álcool nem comer carne vermelha na véspera. Além disso, é preciso madrugar, pois é no amanhecer que o vapor é mais intenso e ocorrem os jatos d’água fervendo.  As vans saem de San Pedro por volta das 4h da manhã.

Geiser del Tatio

O Valle del Arcoiris é um lindo vale colorido, localizado a 65km de San Pedro de Atacama e está a 3.300m de altitude. Devido às diferentes concentrações de sal, argila e minerais; as montanhas neste vale proporcionam uma paisagem muito colorida.

Valle del Arcoiris | Foto: Blog Mochilão Sabático

As Lagunas Escondidas de Baltinache são sete piscinas de água salgada que maravilham a todos. As águas cristalinas se assemelham Pa famosa laguna Céjar, mas possuem uma beleza que ainda não foi “contaminada” pelo turismo massivo.

Lagunas Escondidas de Baltinache | Foto: Blog Um Viajante

Para aqueles que optam por uma viagem terrestre, tanto de carro, quanto de ônibus, uma parada obrigatória é na cidade de Purmamarca, na Argentina; se trata de um pequeno vilarejo aos pés da Cordilheira dos Andes, é a porta de entrada do Deserto do Atacama.

A cidade conta com várias lojinhas de artesanato, bares e restaurantes. Mas antes de fazer qualquer compra, é muito importante fazer a conversão em reais para ter uma noção de quanto está se pagando por cada item. Geralmente os preços na cidade são mais caros, então é bom ter atenção.

Vista da cidade de Purmamarca | Foto: Jonathan Matos

Em Purmamarca encontramos o Sierro de los Siete Colores , se trata de uma montanha  colorida resultado de uma complexa história geológica, que inclui sedimentos marinhos, lacustres e fluviais elevados por movimentos tectônicos.

Sierro de los Siete Colores

Apesar de convidativo, aconselha-se a evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou qualquer tipo de comida pesada na cidade. A partir de Pumamarca começa a subida em direção ao Atacama, sendo o trecho onde as pessoas mais sentem os efeitos da altitude, tais como falta de ar, náuseas, vômitos e dores de cabeça e no corpo. Os sintomas variam muito de pessoa para pessoa, há também aquelas que não sentem nada. É aconselhável manter uma sacolinha por perto caso haja algum desconforto.

Existem no mercado algumas medicações que diminuem os sintomas da altitude, consulte seu médico para ter maiores informações.

DICAS RÁPIDAS

Leve dinheiro em espécie: muitos estabelecimentos em San Pedro não aceitam cartões de crédito e existem pouquíssimos caixas eletrônicos. A quantidade varia de pessoa para pessoa; em média, se gasta de R$ 70 a R$ 150 por dia com alimentação (fora os passeios). Em San Pedro de Atacama há diversas casas de cambio, então parte do valor pode ser levado em reais e convertido conforme sua necessidade.

Leve seu RG ou Passaporte: é necessário para visitar o Chile estar portando, obrigatoriamente, o RG (com data de expedição inferior a 10 anos) ou um passaporte válido.

Seguro viagem: contratar um seguro viagem é de fundamental importância para que você possa ter um atendimento médico rápido e sem custos no exterior. Diferentemente do Brasil, quando viajamos para outros países, consultas médicas e atendimentos de urgência devem ser pagos (e o valor não é baixo). Dor de cabeça que pode ser evitada caso tenha contratado um seguro viagem.

About the author

Uma pessoa apaixonada por aventuras, coordenador de viagens e membro do corpo de marketing da Trip Tri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *