Conheça o Uyuni, o maior deserto de sal do mundo

O Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo, possui mais de 10.000 km² de extensão e está localizado no sudoeste da Bolívia, bem próximo da divisa com o Chile. Neste post vamos trazer algumas curiosidades e dicas sobre este lugar inigualável que atrai milhares de visitantes de todo o mundo anualmente.

A ORIGEM (CULTURAL)

A origem do deserto de sal de Uyuni sob o ponto de vista cultural dos indígenas da região dos Andes é de que as montanhas Tunupa, Kusku e Kusina, que circundavam a região, eram pessoas enormes, como gigantes. Tunupa se casou com Kusku, mas ele fugiu para ficar com Kusina. De luto, Tunupa começou a chorar enquanto dava de mamar para seu filho. Suas lágrimas se juntaram ao leite e formaram o deserto ou Salar (na língua espanhola). A população local considera Tunupa uma importante divindade e para eles a região deveria se chamar Salar de Tunupa em vez de Salar de Uyuni.

Cerro Tunupa

COMO O SALAR SURGIU

Há milhares de anos a região era coberta por lagos de água salgada, mas por ocasião do levantamento da Cordilheira dos Andes (ocasionado pelo choque das placas tectônicas Sul-Americana e de Nazca), os lagos acabaram ficando isolados do Oceano Pacífico por causa da barreira formada pela Cordilheira. Com a forte evaporação, os lagos começaram a secar e deram origem ao deserto de sal de Uyuni.

Isla Incahuasi – é um pedaço de terra no meio do salar que é coberto por enormes cactos centenários e dá acesso a uma vista panorâmica do Salar

QUAL A MELHOR ÉPOCA DO ANO PARA VISITAR?

O Salar é incrível em qualquer época do ano, o que muda um pouco é o solo e a temperatura. Durante o inverno, o chão fica mais ressecado (pela escassez de chuva), formando algumas figuras geométricas no sal e a temperatura média é de -12°C. Já no verão ocorre a época chuvosa, momento que se forma uma camada fina de água no solo, criando um espelho que reflete o céu; já a temperatura fica em torno de 1°C.

Salar no inverno com as rachaduras ocasionadas pelo ressecamento
Salar no verão com o espelho d’água formado pelas chuvas

O QUE É NECESSÁRIO LEVAR

Conhecer o Salar de Uyuni é uma aventura, a região é desértica e não há muitas opções de comércio ao longo da rota. Por isso é importante ter atenção a alguns itens indispensáveis para não passar por apuros:

– Documento oficial de identidade (RG – com data de expedição inferior a 10 anos – ou passaporte válido);

– Água;

– Protetor solar;

– Óculos de sol;

– Boné ou chapéu;

– Toalha;

– Papel higiênico;

– Roupas para se proteger do vento e do frio. É recomendado levar, principalmente no inverno, segunda pele, casaco corta-vento, gorro, cachecol e luvas;

– Tênis ou calçado para trekking;

– Hidratante para o corpo, rosto e boca;

– Lenços umedecidos;

– Mochila;

– Soro para umedecer o nariz ou produto para desobstruir as vias respiratórias;

– Remédios (conforme prescrição médica) para dor de cabeça, dor de estômago, enjoo e mal da altitude.

– Planeje-se para comprar remédios que você faz uso contínuo no Brasil, não conte que irá comprar os mesmos medicamentos em outro país;

Devido ao forte acumulo de sal, somente veículos 4×4 conseguem acessar o Salar

COMO CHEGAR NO SALAR DE UYUNI?

Para visitar o Salar de Uyuni, primeiro você deverá encontrar uma forma de chegar à Bolívia. Não há muitos voos das capitais brasileiras até esse país, existe algumas opções de rotas que vão de São Paulo até La Paz ou Santa Cruz de La Sierra. Após chegar na Bolívia, será necessário fazer um voo interno ou transporte rodoviário até a cidade de Uyuni.

Também é possível acessar o Salar a partir de San Pedro de Atacama, no Chile, contratando o serviço com agências de turismo locais. Como há bastante opções de agências no Atacama, é importante dar uma boa pesquisada, mas desconfie de preços muito baixos para evitar cair em furadas.

Uma terceira opção é participar de excursões rodoviárias que saem do Brasil e visitam os principais pontos turísticos da região dos Andes (entre Argentina, Chile, Peru e Bolívia). Para ler mais informações sobre essas expedições pela América do Sul, clique aqui.

About the author

Uma pessoa apaixonada por aventuras, coordenador de viagens e membro do corpo de marketing da Trip Tri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *